22votadas

Jogamos a ganhar ou a perder?

Lembram nas redes sociais que o 'Decreto Filgueira' impujo umha visom isolacionista da língua: t.co/RbFZfWgoEa

pbs.twimg.com
(A) Imagem dum Manual escolar de 1980 e (B) dum Manual escolar de 1985

40votadas

Nel Vidal: Que o galego non chegue ao 5% d@s nen@s nas cidades é tremendo

Nel Vidal, ademais de presidente da CTNL, é técnico de Normalización de Carballo, concello no que bota a andar o curso de verán dedicado á transmisión interxeracional da lingua.

 5 comentarios en: Cultura, Língua karma: 119
31votadas

A Mesa chama a organizar alternativas cívicas para o Día das Letras de 2015

A asociación reitera o seu rexeitamento a homenaxear a quen colaborou cun réxime caracterizado por perseguir a nosa lingua e cultura e represaliar a quen a defendía. A Mesa fai un chamamento a participar na reunión aberta que en réxime de autoconvocatoria terá lugar esta quinta feira, 10 de xullo, ás 18.30 horas na Libraría Couceiro para abordar propostas de cara ao Día das Letras de 2015.

 5 comentarios en: Cultura, Língua karma: 101
19votadas

A implosión do 17 de maio (Filgueira Valverde, O Escuro Mediador)

Outorgándolle o Día das Letras Galegas, que é de todas e todos, a Filgueira Valverde -un meritorio erudito, desde logo, sombrizo colaborador do fascismo desde 1936, figurante de excepción da oficialidade franquista e da pax fraguiana posterior- a RAG desbalde, dun golpe, ese cívico patrimonio e racha a súa maltreita ligazón coa sociedade.

 3 comentarios en: Cultura, Língua karma: 93
9votadas

Galvarino, primeiro concelho de Wallmapu a estabelecer mapudungun como língua oficial

O Estado chileno reconheceu ao concelho de Galvarino (Wallmapu) o seu direito a usar o mapudungun, o idioma do povo mapuche, como língua oficial do município. Galvarino - nomeado assim por um guerreiro mapuche do século XVI - oficializara o idioma em agosto de 2013 - ir.gl/a00030 -, mas demandara um ditame així per un guerrer maputxe del segle XVI- havia oficialitzat l'idioma l'agost de 2013, però havia demanat un dictamen à Controlaria Geral do Chile sobre se a sua decisom era procedente ou nom.

11votadas

Abancar - Felipe Senén

Queda dito que abancar é tomar sitio, sentarse na banca contundentemente: solemnemente ou abaldroado dun pulo. Para nós, en galego, o verbo abancar ten ese significado, o mesmo que en portugués. Non pode ser doutro xeito. Así o aprendemos por primeira vez das lecturas e lendas que falaban do brigantino Breogán, das súas conquistas británicas e da misteriosa Pedra na que abancaban.

14votadas

Alonso Montero defende Filgueira “aínda que non o van ler os taxistas” vídeo

O presidente da RAG defende a elección do homenaxeado no próximo Día das Letras como defensa “dos eruditos” a pesar de recoñecer, con frases abertas a unha interpretación elitista, o limitado interese que espertará.

 3 comentarios en: Cultura, Língua karma: 93
17votadas

Palavras que valerá a pena desenterrar vídeo

O 17 de maio enterramos no quintal da Semente um cofre com mensagens sobre qual imaginamos que será a situaçom da língua em 2050. Os textos ficarám inéditos até que as atuais alunas das Escolas de Ensino Galego a desenterrem passados 36 anos.

 1 comentarios en: Cultura, Língua karma: 95
15votadas

Município de Uztaritze, em Ipar Euskal Herria, declara o euskara língua oficial

O Conselho Municipal de Uztaritze (Lapurdi, EH) aprovou uma deliberação que atribui à língua basca, o euskara, estatuto oficial. Trata-se do primeiro município do País Basco Norte a dar este passo. A deliberação, aprovada com 22 votos a favor, 4 contra e três abstenções, declara que «o euskara é a língua oficial do município, da mesma forma que o francês». Ao tomar esta decisão, o Conselho defende que «está a garantir os direitos dos euskaldunes, dos falantes da língua basca, até hoje não reconhecidos». | Em galego: ir.gl/4a36

11votadas

A minha língua nom é mundial

No passado mês a AGAL vem de lançar a sua nova campanha da língua sob a legenda "O Mundial fala galego". Ao ler o seu manifesto a minha decepçom nom foi tanta como a minha indignaçom...

 5 comentarios en: Cultura, Língua karma: 79
23votadas

Filgueira Valverde, Día das Letras 2015

Nen Manuel María nen Fernández de la Vega nen Xela Arias nen Carvalho Calero. A candidatura de Filgueira Valverde ao Día das Letras Galegas 2015 resultou triunfadora fronte a todas esas outras opcións no plenario que a Real Academia Galega realizou esta mañá na súa sede coruñesa da rúa Tabernas.

 6 comentarios en: Cultura, Língua karma: 104
23votadas

Acho que... vídeo

"Achar" nom é um lusismo. Trata-se de um verbo tam galego como pensar ou crer, que sobrevive ainda nalguns pontos da nossa comarca.

 1 comentarios en: Cultura, Língua karma: 100
16votadas

O Mundial fala galego (2º vídeo) vídeo

Segundo vídeo da campanha 'O Mundial fala galego' da AGAL. Em 2014 a Copa do Mundo de futebol joga-se no maior país galegofalante, celebra-se no Brasil. Pode...

 sen comentarios en: Cultura, Língua karma: 104
24votadas

O concello que non entende galego porque quen atende é unha empresa de Madrid

“Ademais de incumprir de xeito flagrante a lexislación, se non é capaz de entender o galego non pode prestar atención de calidade" defende o presidente da MNL, Marcos Maceira que esixe para a cidadanía do Carballiño un servizo que entenda a lingua dos veciños e veciñas. “Ten dereito a que o atendan e o entendan na súa lingua, entre outras cuestións de sentido común porque así o di a lei. Quen está ao outro lado do teléfono está representando o Concello nun acto administrativo, independentemente de se é funcionario, bolseiro ou un call center..

 2 comentarios en: Cultura, Língua karma: 89
20votadas

Carlos Bello: «Acho fundamental criarmos uma rede própria de escolas galegas em todas as cidades do País»

Carlos Bello, nasceu em Compostela, mas atualmente mora em Lugo, onde trabalha de advogado numa empresa galega com filial no Brasil. Além da AGAL, também faz parte da associação 'Cultura do País'. Perg.: Como gostarias a “fotografia linguística” da Galiza em 2020? Resp.: Descartando desde já que com as atuais instituições tenhamos capacidade de aplicar na educação pública o mergulho linguístico ao estilo catalão, acho que é fundamental criarmos uma rede própria de escolas galegas em todas as cidades do País. Isto é prioritário.

 2 comentarios en: Cultura, Língua karma: 105
« anterior12345...128» seguinte

Chuza